voltar

Poupança: vale a pena?

15 abril / GX INVESTIMENTOS
Poupança: vale a pena?

É difícil haver um brasileiro que não conheça o investimento mais comum do país, a poupança. É comum encontrar um cidadão comum que costuma investir seu dinheiro e que já depositou um valor na caderneta de poupança uma vez na vida.

A poupança é o investimento predileto dos brasileiros. Ela é reconhecida como uma aplicação de baixo risco, alta liquidez e baixo retorno. Pode ser feita de forma fácil: um depósito em um banco ou corretora. No entanto, cada vez mais perde espaço entre os investidores.

 

Quanto rende a poupança?

Antigamente, o rendimento da poupança era fixo em 0,5% ao mês. No entanto, no ano de 2012, uma grande reforma na economia mudou esse cenário.

O rendimento da poupança hoje é definido com base na Taxa Selic e na Taxa Referencial (TR), o que fez com que o investimento se tornasse menos rentável para o investidor. 

Quando a taxa básica de juros do país está em um patamar até 8,5%, a caderneta de poupança passa a render 70% desse valor. Caso a Selic ultrapasse os 8,5%, a poupança passa a render 0,5% mais a Taxa Referencial.

Considerando o patamar de 6,5% da Taxa Selic, a poupança rende, ao ano, 4,55%. Como a poupança não oferece rendimentos diários, isso significa que é preciso considerar os ganhos em taxas mensais e anuais.

Portanto, sempre que você retirar sua aplicação da poupança antes da data de aniversário do depósito é possível que perca rentabilidade. 

 

Exemplos

Levando em conta o rendimento citado acima, caso você tenha aplicado R$ 100 na poupança no dia 25 de janeiro, por exemplo, e não fez nenhum outro depósito, ao final de um ano, o valor com o rendimento será de R$ 104,55.

Para entender o rendimento mensal com o percentual de 4,55%, basta dividir esse valor por 12, equivalente aos 12 meses do ano. Feitos os cálculos, o resultado será um rendimento de 0,379% ao mês.

Sendo assim, com base nos dados acima, se esse depósito de R$ 100 for mantido na conta, a cada mês você receberá em torno de R$ 0,37 de rendimento.

O ponto negativo para o investidor é que os bancos podem alterar essa taxa, o que impede a concessão de taxas de juros diferenciadas para a poupança.

 

Vantagens

A poupança possui três grandes vantagens, são elas:

 

  • Baixo custo: não tem custo inicial nem taxas de administração. Você deposita um valor e, a partir daí, recebe o rendimento mês a mês.
  • Isenção de Imposto de Renda: ao contrário de alguns investimentos em renda fixa, os rendimentos obtidos com a poupança não têm incidência de IR.
  • Facilidade e segurança: você pode fazer um depósito a qualquer momento e realizar o saque a qualquer dia, recebendo de volta o valor imediatamente em sua conta do banco ou corretora. Há, ainda, a garantia do Fundo Garantidor de Crédito à caderneta.

 

Desvantagens

Nem tudo são flores quando se trata de poupança. Eis as desvantagens:

  • Inflação: é um investimento prático e seguro, mas quando a aplicação briga para superar a inflação, é melhor ter o pé atrás.
  • Rendimento: é muito pequeno e não há perspectivas de melhoria.
  • Remuneração: apesar da alta liquidez, a remuneração da poupança é apenas mensal. Se você decidir resgatar o saldo de uma hora para a outra, pode perder todo o rendimento dos últimos dias

 

Conclusão: se você quer poupar dinheiro, a caderneta de poupança é um caminho bastante seguro. Contudo, se você busca investir para obter ganhos maiores, é recomendável observar alternativas como CDB, LCI, LCA ou Tesouro Direto.

Compartilhe:

Leia também

Por que você precisa de um planejamento financeiro
06 agosto / GX INVESTIMENTOS

Por que você precisa de um planejamento financeir...

O planejamento financeiro ajuda a realizar sonhos e ter um futuro confortável, mas é preciso disciplina para executá-lo. Acesse e saiba como ele fu...

SAIBA MAIS
O que é o Fundo Garantidor de Crédito?
15 abril / GX INVESTIMENTOS

O que é o Fundo Garantidor de Crédito?

Se você quer rendimentos maiores, mas sem abrir mão da segurança no investimento mesmo se houver quebra do banco ou da corretora, fique ligado na F...

SAIBA MAIS
Como o dólar afeta os seus investimentos?
15 abril / GX INVESTIMENTOS

Como o dólar afeta os seus investimentos?

Entenda um pouco de como a variação diária da moeda dos Estados Unidos pode causar influência em seus investimentos e na economia do país.

SAIBA MAIS

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Acesse nossa área restrita
e assista conteúdos exclusivos.

QUERO ME CADASTRAR