voltar

Como o dólar afeta os seus investimentos?

15 abril / GX INVESTIMENTOS
Como o dólar afeta os seus investimentos?

Uma das coisas mais comuns no seu dia-a-dia é assistir telejornais, correto? Diariamente, você acompanha o âncora do telejornal falar em cotação do dólar. Aí está uma das coisas que mais mexem com o brasileiro que gosta de viajar.

Porém, até seus investimentos podem sofrer influência do valor da moeda americana, seja maior ou menor. Mas a influência é presente. Além disso, grandes empresas também precisam ficar atentas a este valor, pois afeta os seus negócios.

Contaremos agora um pouco de como a variação diária da moeda dos Estados Unidos pode causar influência em seus investimentos e na economia do país.

 

O que causa a variação do dólar?

De modo geral, o que causa a variação do dólar é um princípio básico da economia: oferta e demanda.

Por exemplo: se há muito dólar disponível no Brasil, há uma oferta grande, portanto, a moeda americana fica desvalorizada. No entanto, se a circulação do dólar diminui, a oferta se torna baixa. Logo, a moeda se valoriza e seu preço sobe.

É claro que existem muitos fatores levam a essa oferta e a essa demanda de dólares e que causam a variação frequente da moeda. São eles:

 

Taxa de juros: a variação do câmbio é bastante influenciada por essa taxa tanto no Brasil quanto fora.

Por exemplo: se a taxa de juros no Brasil sobe, um investidor pode aplicar seu investimento aqui em vez de fazê-lo nos Estados Unidos, já que terá melhores rendimentos aqui. Com isso, há mais dólares no nosso país, aumentando a oferta e diminuindo seu preço.

 

Balança comercial: é o valor da diferença entre importações e exportações.

Exemplo: se o saldo da balança comercial for negativo, menos dólares terão entrado no Brasil, o que também afeta a cotação da moeda, jogando para cima o preço do dólar.

 

Commodities: artigos como frutas, minérios, petróleo, energia e madeira, por exemplo, passam constantemente por importações e exportações. Por isso, seu preço também impacta o câmbio.

Risco-país: quanto mais baixo for o índice de instabilidade do país, mais atrativo para investidores será, o que aumenta a circulação de dólares no mercado e causa variações no valor da moeda.

Banco Central: esta instituição pode agir para controlar inflação, taxa de juros e variação do câmbio. Como ela faz? Tirando dólares do mercado ou colocando em circulação, o que causa a variação da moeda americana.

 

Enfim, o que o dólar pode influenciar em seus investimentos?

 

A poupança, modalidade de investimento mais comum, não sofre consequências diretas da variação do dólar. Já quem investe em fundos cambiais, por exemplo, é afetado de forma direta.

Como esse tipo de investimento geralmente possui rendimento prefixado mais a variação cambial, assim que o dólar cai, o fundo tende a perder rentabilidade.

Além disso, a Renda Fixa também sofre impactos, embora indiretos. Com o dólar em baixa, por exemplo, a inflação tende a ficar mais controlada. Por consequência, a expectativa de juros cai, o que afeta a rentabilidade de aplicações como CDB, Tesouro Selic, Tesouro IPCA+, LCI, LCA, etc.

Já o contrário acontece com ativos prefixados, como o Tesouro Prefixado ou os CDBs prefixados. Essas aplicações remuneram sempre o mesmo rendimento, ainda que o dólar caia. Contudo, não se beneficiam da subida do dólar e da taxa de juros.

E o que acontece com a bolsa de valores? A variação do câmbio pode impactar, mas nem sempre com efeitos muito claros. Com a queda do dólar, a economia nacional cresce com a tendência de melhora do desempenho das ações das empresas do nosso país.

Contudo, isso não é uma regra. As empresas exportadoras sofrem quando o dólar cai enquanto as importadoras tiram proveito da baixa, mas sofrem com a alta do dólar.

Compartilhe:

Leia também

Por que você precisa de um planejamento financeiro
06 agosto / GX INVESTIMENTOS

Por que você precisa de um planejamento financeir...

O planejamento financeiro ajuda a realizar sonhos e ter um futuro confortável, mas é preciso disciplina para executá-lo. Acesse e saiba como ele fu...

SAIBA MAIS
O que é o Fundo Garantidor de Crédito?
15 abril / GX INVESTIMENTOS

O que é o Fundo Garantidor de Crédito?

Se você quer rendimentos maiores, mas sem abrir mão da segurança no investimento mesmo se houver quebra do banco ou da corretora, fique ligado na F...

SAIBA MAIS
O que é o CDI?
15 abril / GX INVESTIMENTOS

O que é o CDI?

Vale lembrar que um investidor comum não pode investir diretamente no CDI, mas apenas ter os certificados como referência para as várias modalidade...

SAIBA MAIS

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Acesse nossa área restrita
e assista conteúdos exclusivos.

QUERO ME CADASTRAR